Empresa que controla crédito consignado de servidores deve ser retirada do ar



Por decisão judicial, a Serasa está impedida de comercializar, em todo Brasil, qualquer produto relacionado ao crédito consignado por meio do Serasa Consig.

A sentença, dada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, tem a intenção de proteger o consumidor. O juiz Rodrigo Galvão Medina determinou que a Serasa tire o produto de seu site, sob pena de multa no valor de R$ 1 mil por dia.

O processo contra a Serasa foi movido por uma empresa de Brasília, a AZ Finis, que criou o Serasa Consig. Ela alega que o produto estaria sendo comercializado da forma incorreta.

O Serasa Consig é uma ferramenta que permite a órgãos públicos gerirem os limites das margens de crédito em folha de pagamento, apoiando nas melhores decisões e condições de crédito para os servidores, evitando, assim, o risco do superendividamento.
Fonte: Correio Braziliense, em 11/05/2019
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia