Servidores vão debater com Ministério da Economia custos dos planos de saúde



O Forum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) solicitou uma reunião com o Ministério da Economia para negociar o custeio da saúde suplementar dos servidores públicos da União. A data da reunião deve ser divulgada nos próximos dias.

A proposta do fórum é uma tabela feita nos moldes das determinações da Agência Nacional de Saúde (ANS). Ela redefine os valores de contrapartida de acordo com a faixa etária do beneficiário. As entidades também querem a equiparação da contrapartida paga hoje pelos servidores e pelo governo — o servidor arca com 80% do valor da mensalidade e o governo custeia, em alguns casos, 10%.

Segundo o diretor da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Rogério Expedito, por conta dos preços dos planos, muitos servidores têm desistido de ficar nos convênios da Geap e da Capsaúde e isso gera uma crise porque a saída dos trabalhadores que não conseguem arcar com o custeio das mensalidades cobradas onera os que decidem ficar. “A vida toda os servidores contribuíram com plano de saúde e agora, quando muitos precisam, não estão conseguindo pagar as mensalidades”, explicou.

O forum também pretende tratar do reajuste salarial dos servidores federais, mesmo com o governo federal indicando que não vai conceder aumento.
Fonte: Jornal Extra, em 27/04/2019
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia