Planejamento não deve tratar do aumento da taxa à Previdência dos servidores federais



Diferente do que foi feito em 2017, o Ministério do Planejamento não deve incluir na proposta que visa adiar os reajustes a servidores programados para janeiro de 2019 a elevação do desconto à Previdência sobre todos os funcionários ativos e parte dos aposentados e pensionistas.

De acordo com o Planejamento, a proposta apresentada ao presidente Michel Temer trata do adiamento do reajuste dos servidores civis previsto para 2019, o que exclui a possibilidade de avaliação da contribuição previdenciária. Caso Temer aceite a sugestão do Planejamento, a tendência é que uma medida provisória (MP) seja editada.

Vale lembrar que, em 2017, uma mesma MP foi editada contendo, além do adiamento dos reajustes, a elevação da alíquota, de 11% para 14%. O texto, porém, teve sua validade suspensa após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).
Fonte: Jornal Extra, em 17/08/2018
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia