Nova proposta de adiamento de reajustes salariais às portas



Notícia veiculada na última quinta, 2 de agosto, pelo Valor Econômico afirma que a equipe econômica do governo federal finaliza proposta com vistas ao adiamento da última parcela do reajuste salarial de uma série de carreiras, previsto em lei para janeiro de 2019. De acordo com o veículo, a pretensão seria direcionar parte da possível “economia” a investimentos.

A medida, que já vem sendo aventada desde o fracasso da MP 805/2017, ratifica o conceito distorcido do Executivo, ao compreender como gastos, e não “investimentos”, os recursos empreendidos na folha de pagamento dos servidores, que são os principais responsáveis por pensar e executar uma série de políticas públicas em benefício da crescente demanda social. Esta visão completamente equivocada, acaba por respaldar, em certo ponto, a propaganda caluniosa contra o funcionalismo, apontado como classe detentora de privilégios pelo próprio governo, conforme foi visto em outras oportunidades, a exemplo da campanha em defesa da PEC287/2016 (reforma da Previdência).

A reportagem observa, ainda, que o governo se vê enredado pelas duras travas impostas pela Emenda Constitucional 95, evidenciando a inviabilização do Estado que diversos especialistas alertaram à época dos debates sobre o projeto no Legislativo.

Seguimos atentos aos desdobramentos do assunto e prontos a, mais uma vez, lutar para que nossa garantia legal esteja assegurada.
Fonte: Sinal, em 02/08/2018
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia