Justiça e Agricultura liberam servidores para trabalhar ou não em dias de jogos do Brasil



Em meio à polêmica em torno da Portaria nº 143/2018, do Ministério do Planejamento, que liberou os servidores federais para assistirem os jogos do Brasil na Copa fora do expediente, desde que compensem as horas, os ministérios da Agricultura e da Justiça liberaram seus funcionários para escolher se querem ou não trabalhar durante no horário das partidas.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Distrito Federal (Sindsep-DF), os dois ministérios soltaram comunicados liberando os servidores para escolherem. Desde que o Planejamento emitiu a Portaria, a polêmica tomou conta da Esplanada. Muitos servidores disseram que gostariam de trabalhar no horário dos jogos, pois não querem compensar horas.

Segundo a Portaria editada em 4 de junho, nos dias em que os jogos da seleção do Brasil se realizarem pela manhã, o expediente nos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional terá início a partir das 14h (horário de Brasília), e nos dias em que os jogos ocorrerem à tarde, o expediente se encerrará às 13h. As horas não trabalhadas deverão se compensadas até 31 de outubro próximo.

“Muitos servidores ficaram descontentes com a Portaria, porque não pretendiam ser dispensados do trabalho, sobretudo para cumprir horas-extras não planejadas. Por isso, consideramos acertada a decisão dos ministérios da Justiça e da Agricultura, que dão aos servidores a opção de escolher se querem ou não assistir aos jogos”, diz Oton Pereira Neves, secretário-geral do Sindsep-DF.

Ele ressalta ser de “suma importância os demais órgãos seguirem o exemplo”. Na avaliação de Neves, o servidor deve procurar os Recursos Humanos (RH) de seus órgãos. Aqueles que encontrarem dificuldade para o cumprimento do expediente em dias de jogos da seleção brasileira devem, imediatamente, recorrer ao sindicato para que sejam tomadas as devidas providências.
Fonte: Correio Braziliense, em 13/06/2018
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia