Servidores vão parar por 24h para protestar contra as reformas de Temer


Os servidores do Judiciário Federal em São Paulo vão paralisar suas atividades por 24 horas na próxima quarta-feira, 15, em protesto contra a reforma da Previdência (PEC 287/2016), a reforma trabalhista e outras propostas do governo Temer que atacam os direitos dos trabalhadores.

A paralisação foi aprovada na assembleia geral que a categoria realizou na quarta-feira, 8 – Dia Internacional de Luta da Mulher Trabalhadora –, em frente ao Fórum Pedro Lessa da Justiça Federal.


Com a decisão, os servidores do Judiciário Federal juntam-se a várias outras categorias que já anunciaram greves e paralisações contra a PEC. Em São Paulo, trabalhadores do Metrô, dos Correios, da USP, professores estaduais e municipais, químicos, metalúrgicos e servidores municipais já anunciaram paralisação de 24 horas no dia 15.

O sindicato dos condutores de São Paulo também anunciou paralisação, da 0h às 8h. No período, será realizada uma assembleia que poderá ampliar o período de paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus na cidade.

Além das paralisações, os servidores do Judiciário Federal participarão da grande manifestação convocada pelas centrais e entidades sindicais contra a Reforma da Previdência, programada para as 16h do dia 15, na Avenida Paulista. Os servidores públicos federais vão distribuir uma carta aberta à população esclarecendo o que está em jogo e rebatendo as mentiras propagadas pelo governo sobre a reforma da Previdência.

Fonte: Sintrajud, em 13/03/2017
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia