Ministério publica afastamento preventivo de 33 servidores citados na Carne Fraca


O ministério da Agricultura divulgou nesta terça-feira (21) que afastou preventivamente os 33 servidores da pasta que são investigados na Operação Carne Fraca. Segundo o ministério, esses servidores também vão responder a processo administrativo disciplinar. Veja a lista dos servidores afastados ao final da reportagem.

Entre os 33 afastados estão sete servidores que já foram dispensados de suas funções: Guilherme Biron Burgardt, Dinis Lourenço da Silva, Nazareth Aguiar Magalhães, Brandízio Dário Júnior, Juarez José de Santana, Marcelo Tursi Toledo e Nelson Lemes de Moura.


A Operação Carne Fraca foi deflagrada na semana passada e investiga irregularidades envolvendo 21 frigoríficos do país, desde o pagamento de propina a fiscais do Ministério da Agricultura e partidos até a venda, no Brasil e no exterior, de carne estragada ou vencida.

As revelações da Polícia Federal repercutiram no mundo - o Brasil é um dos maiores exportadores de carne. Na segunda, importante compradores, como União Européia, China e Chile, anunciaram restrições às importações de carnes do país. Nesta terça, Hong Kong também anunciou a suspensão das compras por tempo indeterminado.

A Coreia do Sul também havia anunciado restrições, mas nesta terça voltou atrás.

Veja aqui a lista dos 33 servidores afastados.

Fonte: Portal G1, em 21/03/2017

Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia