Docente reprovado no estágio probatório é reintegrado


A Juíza da 6ª Vara Federal Cível de Vitória/ES, Eloá Alves Ferreira, determinou que a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) reintegrasse, imediatamente, um docente reprovado no estágio probatório e logo, exonerado. A ação, movida pelo professor, contou com a atuação do escritório Terciano & Tomaz Advogados Associados, parceiro de Wagner Advogados Associados, que assessora juridicamente a Adufes.

Conforme descrito no processo, a Comissão Avaliadora não seguiu corretamente os critérios estabelecidos para o estágio probatório, agindo assim, de forma irregular. Após apuração detalhada, especialmente dos depoimentos de testemunhas, ficou constatada a irregularidade na avaliação probatória do docente, no que se refere à aplicação dos critérios da relação interpessoal e desempenho didático-pedagógico, capacidade e produtividade. Ademais, a Comissão Avaliadora não estabeleceu previamente as regras de avaliação e muito menos deu conhecimento ao docente.

 
Além da reintegração, foi determinado também que a UFES restabeleça ao docente “os dados de contagem de tempo para promoções, aposentadoria, estabilidade ou qualquer outro direito de espécie, como se aprovado fosse no estágio probatório originalmente”. Da sentença, ainda cabe recurso.

Fonte: Wagner Advogados, em 17/02/2017
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia