Ministério do Planejamento cria a sua própria Ouvidoria



Em busca de uma solução institucional mais efetiva, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) criou canal de comunicação para dialogar com os cidadãos, usuários dos serviços públicos: a Ouvidoria do MP.

Em funcionamento desde o último mês de dezembro, a ouvidoria tem a função de fazer a gestão das manifestações, como sugestões, elogios, reclamações e denúncias, referentes aos temas de competência do MP, tais como: gestão de pessoas, imóveis da união, compras públicas, convênios, orçamento federal, concursos públicos, dentre outros.

De acordo com o Ouvidor, Roberto Celso Habbema de Maia, a iniciativa de instituir uma Ouvidoria atende ao propósito de atuar de forma proativa e transparente. “Este é um canal de comunicação eficiente e legítimo que colocamos à disposição dos cidadãos”, destacou.

O novo acesso vale para qualquer cidadão, seja ele servidor público ou não.

O contato com o MP deve ser feito diretamente no e-OUV – Sistema de Ouvidorias do Governo Federal da Controladoria-Geral da União (CGU), onde deverá ser cadastrada a manifestação sobre o tema de interesse. A iniciativa possibilitará mais interação com o ministério, de forma mais transparente e por meio de respostas mais tempestivas sobre o andamento e o padrão de qualidade dos serviços prestados.

O sistema eletrônico e-OUV está disponível 24 horas na internet para receber denúncias, reclamações, solicitações, sugestões e elogios, endereçados a órgãos e entidades do governo federal. Com navegação amigável, o e-OUV oferece caminhos de busca por assunto, permite acompanhar o andamento da demanda, anexar documentos e consultar o histórico das manifestações já cadastradas, entre outras facilidades.

A partir de 1º de fevereiro, a Ouvidoria do MP será o único meio de entrada das demandas de servidor, data em que será desativado o atual acesso de contato, a Ouvidoria do Servidor, que será redirecionado ao e-OUV.
Fonte: Ministério do Planejamento, em 31/01/2018
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia