Condsef/Fenadsef acionará Justiça contra reajuste de quase 20% anunciado pela Geap



O secretário-geral da Condsef/Fenadsef, Sérgio Ronaldo da Silva, participou na última quinta-feira, 18, de reunião com representantes da Geap Saúde, operadora que atende a maioria dos servidores do Executivo e seus dependentes. Enquanto representante de cerca de 80% da categoria, a Condsef/Fenadsef foi ao encontro ouvir a direção que pretende implantar um reajuste de 19,94% nos planos da Geap em 2018. Cabe esclarecer que a participação na reunião não implica na aceitação da entidade aos valores e dados apresentados. Considerando percentual elevado, a Condsef/Fenadsef vai acionar a Justiça contra o reajuste que pretende ser aplicado. Vale lembrar que com a Emenda Constitucional (EC) 95/16, que prevê congelamento de investimentos públicos por 20 anos, a renda dos servidores federais será diretamente afetada e arcar com percentual bem acima da inflação não será viável.

Cerca de 600 mil vidas são atendidas pelo plano de autogestão. No ano passado foi travada outra luta judicial para que um reajuste de mais de 37% não fosse aplicado. A Condsef/Fenadsef espera que seja aberto um debate envolvendo os representantes da Geap e dos servidores atendidos pelo plano para garantir que um consenso possa ser encontrado. De todo modo, a assessoria jurídica da entidade foi acionada para buscar que esse reajuste não chegue até os associados. Desde sempre, a Condsef/Fenadsef defende a sustentação e o fortalecimento desse modelo de autogestão que historicamente atende servidores e seus dependentes com os preços mais competitivos do mercado de planos de saúde.

Faz-se urgente continuar discutindo a situação dos planos de autogestão e buscar soluções definitivas para melhorá-los. É importante assegurar o pagamento de valores justos e a segurança de assistência médica aos servidores e seus dependentes naturais; isso até que o SUS (Sistema Único de Saúde) possa assumir integralmente sua missão de suprir a demanda por saúde da população brasileira. A Condsef defende o diálogo com o objetivo de debater estratégias e soluções para que o plano continue prestando serviços levando em conta a realidade financeira de seus principais assistidos. Garantir o debate para ampliar a representatividade dos trabalhadores nas decisões centrais de gestão desses planos também se faz urgente.
Fonte: Condsef, em 22/01/2018
Compartilhe

Todas as notícias e artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo a opinião do Portal do Servidor Federal.


Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.
Notícia anterior
Próxima notícia