Jucá admite que reforma da Previdência não será votada neste ano



O líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), anunciou que a reforma da Previdência só será votada no ano que vem. Ele não descartou, no entanto, uma convocação extraordinária em janeiro para que os deputados aprovem as mudanças nas regras de aposentadoria.

Ao negar uma derrota para o governo, Jucá argumentou que os líderes aliados na Câmara avaliaram que o adiamento favorecerá no convencimento dos indecisos. Já o líder do PT, senador Lindbergh Farias (RJ), avalia que o adiamento da votação da reforma sinaliza uma derrota do governo e descartou a convocação extraordinária em janeiro.

Acompanhe os detalhes na reportagem de Hérica Christian, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado, em 13/12/2017
Compartilhe
Notícia anterior
Próxima notícia