Procuradoria obtém condenação de ex-servidor do Ibama que cobrava propina de postos


A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve a condenação por improbidade administrativa de um ex-servidor do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Rio de Janeiro que cobrava propina de postos de combustíveis para não multá-los por infrações ambientais.

O ex-servidor, já demitido da autarquia ambiental e alvo de processo criminal no âmbito do qual as irregularidades foram constatadas com a ajuda de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça, foi condenado à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio (em montante que ainda será apurado na fase liquidação de sentença), bem como à pagamento de multa de três vezes o valor obtido ilicitamente e às demais sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa (nº 8.429/92), como suspensão dos direitos políticos pelo prazo de dez anos e proibição de celebrar contratos com o poder público ou dele obter incentivos fiscais ou de crédito.

Na ação em que pediu a condenação, a unidade da AGU que atuou no caso (Procuradoria-Regional Federal da 2ª Região) lembrou que a conduta do ex-servidor violou os princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade, bem como o Código de Ética Profissional do Servidor Público.


Vantagem indevida

A procuradoria também assinalou que as ações do ex-servidor possibilitaram a obtenção de vantagem indevida para ele mesmo, com grave prejuízo para os cofres públicos e para o meio ambiente.

O pedido de condenação foi acolhido pela 21ª Vara Federal do Rio de Janeiro. O ex-servidor ainda tentou recorrer da sentença ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), mas o recurso sequer foi conhecido porque ele não pagou as custas judiciais.

Ref.: Ação de Improbidade Administrativa nº 0013565-76.2011.4.02.5101 – Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Fonte: AGU, em 26/10/2017

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: