Judiciário determina pagamento imediato da RSC em atraso


Os servidores docentes dos Institutos Federais de Ensino tiveram reconhecido o direito de pagamento dos valores correspondentes à Retribuição por Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) em nível III.

Contudo, tais parcelas, mesmo com o reconhecimento administrativo, não estão sendo pagas em razão da alegação de que não há disponibilidade orçamentária para adimplir os valores. Ocorre que, como já afirmado por diversos tribunais regionais federais, a quitação do crédito independe de liberação orçamentária por parte do MPOG e a Administração não poderia condicionar tal pagamento.

O advogado Valmir Floriano Vieira de Andrade, sócio de Wagner Advogados Associados, salienta que a recomendação que o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional – SINASEFE tem repassado aos interessados é que o tema deve ser levado a juízo imediatamente, em face do entendimento de que tendo transcorrido lapso temporal suficiente para adoção das medidas necessárias ao pagamento administrativo dos valores devidos, não é razoável, nem aceitável, que os servidores tenham que aguardar indefinidamente a percepção dos valores a que fazem jus.

As ações ajuizadas em diversos locais do país tem sido julgadas procedentes, já tendo havido inúmeros pagamentos.

Fonte: Wagner advogados, em 24/10/2017

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: