Com convocações congeladas, União perde mais de 4 mil servidores federais em 2017



Um levantamento feito pelo Ministério do Planejamento apontou a redução do efetivo de ativos no serviço público federal. Segundo o estudo divulgado ontem, de janeiro a setembro deste ano, o número de requisições de afastamentos e aposentadorias foi maior do que o ingresso de concursados. 

O resultado foi a diminuição do quadro em 4.292 pessoas, o que foi considerado positivo.

— Demonstra o esforço do governo federal de modernizar a gestão com o uso de tecnologia, além do controle de gastos com pessoal — disse Augusto Chiba, secretário de Gestão de Pessoal da pasta.


O ministro do Planejamento, Dyogo Barbosa, já anunciou que o congelamento de vagas será mantido para 2018.

Fonte: Jornal Extra, em 20/10/2017
Compartilhe


Notícia anterior
Próxima notícia