Grito dos Excluídos e Dia Nacional de Lutas com paralisações vão marcar 1ª quinzena desse mês

A Condsef/Fenadsef divulgou nessa terça-feira calendário de atividades que vão marcar setembro e algumas já programadas para outubro de novembro. A intenção é garantir a unidade de toda classe trabalhadora em torno dessas atividades que lutam pela manutenção de direitos que ponham freio numa política de governo ilegítima e retome a democracia. As ações começam em todo o Brasil no próximo dia 7 de setembro com o já tradicional Grito dos Excluídos. Em Brasília, a concentração acontece a partir das 8h30 no Museu Nacional. Servidores federais também se juntam a categorias como metalúrgicos e eletricitários no dia 14 de setembro que marcará um Dia Nacional de Lutas com mobilizações, paralisações e greves contra as antirreformas e privatizações.

Em seguida, no dia 15, a Condsef/Fenadsef realiza reunião do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE), de sua direção nacional e realiza encontro nacional dos servidores da Ex-Secretaria da Pesca. Ainda no dia 15 a entidade comemora seus 27 anos e vai contar com um debate sobre conjuntura política com participação do presidente da CUT, Vagner Freitas, do jornalista e assessor político, Antônio Augusto, do Diap e a deputada federal Erika Kokay. Dia 16, a Condsef/Fenadsef realiza plenária nacional da maioria dos servidores do Executivo. Aprovada por unanimidade em encontro nacional da categoria, empregados da Ebserh iniciam uma greve por tempo indeterminado no dia 19 de setembro.


Revogação EC 95 e Reforma Trabalhista

Como parte das ações em defesa da classe trabalhadora, Condsef/Fenadsef e suas filiadas se juntam a outras entidades em torno de uma campanha que vai buscar a revogação imediata da Emenda Constitucional (EC 95/16) que congela investimentos públicos por 20 anos. Também aprovada na 15ª Plenária Extraordinária da CUT as entidades vão se organizar em torno de campanha pela anulação da contrarreforma trabalhista (Lei 13.467 e Lei 13.429) e das terceirizações por meio de Projeto de Lei de Iniciativa Popular. O objetivo é coletar 1,5 milhão de assinaturas com apoio de centrais sindicais, movimentos sociais e partidos que também apoiem a campanha.

Nos meses de outubro e novembro já estão apontadas outras atividades. No dia 3 de outubro um ato em defesa da Petrobrás e da soberania nacional concentrado no Rio de Janeiro. E no dia 11 de novembro Brasília deve sediar um ato pela anulação da antirreforma trabalhista. A Condsef/Fenadsef convoca suas filiadas a centrar força em torno desse calendário para seguir impulsionando a luta em defesa dos direitos de toda classe trabalhadora, pela valorização dos serviços públicos e interrupção da política neoliberal em curso conduzida por um governo ilegítimo.

Fonte: Condsef, em 05/09/2017

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: