Notícias Artigos Apostilas para concursos Cursos de capacitação Advogado online Forum Permutas Contato

27 janeiro 2017

Num dia 24 de janeiro, em 1923, nascia o sistema que deu origem à Previdência Social no Brasil. É também nesta data que se comemora o Dia do Aposentado. Se do ponto de vista salarial já não há o que comemorar, a ameaça de uma nova reforma da Previdência que retira direitos e impõe ampliar a idade de aposentadoria para homens e mulheres é mais um ataque que precisa ser combatido com unidade e muita luta. Em conjunto com a CUT e outras entidades representativas da classe trabalhadora, a Condsef vai se integrar a uma frente ampla de luta contra a reforma da Previdência e a retirada de direitos.

Só a garra, a disposição e a vontade de lutar poderão nos garantir dias melhores, por isso devemos cultivar nossa consciência e disposição para construir a unidade com ativos, aposentados e pensionistas pela manutenção de direitos. Como diz a frase de um autor desconhecido, os anos enrugam o rosto; renunciar aos ideais enruga a alma.


Para os servidores públicos, até meados dos anos 80, aposentar-se era uma premiação pelos bons serviços prestados à Nação e um reconhecimento de que, após tantos anos de dedicação ao trabalho, chega a hora do descanso, de usufruir os frutos da contribuição à Previdência, de aproveitar para ter uma vida melhor, com lazer, com melhor alimentação e com saúde. Mas liberais e capitalistas, sempre em crise para continuar lucrando como nunca à custa do suor e lágrimas do povo trabalhador, elegeram como a bola da vez o sistema previdenciário público, e deram a ordem: “Privatizem a Previdência, façam reformas, retirem direitos”.

Parece que há uma disputa para ver quem ataca mais, quem aplica melhor o programa neoliberal quem mais ferozmente retira direitos dos trabalhadores e ataca os aposentados. São reformas, e mais reformas no sistema previdenciário que reduzem direitos e privatizam o sistema. Se de um lado não há o que comemorar do ponto de vista de conquistas, por outro não se pode e nem se deve calar diante de tantos ataques.

Além de combater o ataque ao direito do trabalhador de se aposentar com dignidade, outra grande bandeira é a aprovação da PEC 555 que propõe a anulação de uma taxa de contribuição imposta aos aposentados e pensionistas de forma injusta. Essa taxação é uma das várias armadilhas da última reforma da Previdência ocorrida em 2003.

Portanto, não só hoje, mas durante nossa trajetória de luta diária, é preciso mostrar ao país que os aposentados continuarão lutando, além de suas forças, em defesa de seus direitos. Mas essa não é uma luta só dos aposentados, é uma luta também dos ativos que serão os aposentados de amanhã.

Continuamos construindo essa unidade entre ativos, aposentados e pensionistas, visando aglutinar forças que poderão derrotar nossos inimigos comuns. Devemos continuar jovens e renovar a cada dia o sonho de um Brasil melhor e mais justo. Não percamos nunca nossa juventude. Parabéns aos aposentados do Brasil!

Fonte: Condsef, em 25/01/2017
Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Nosso aplicativo

Nosso aplicativo
Use um leitor de QR Code para instalar no seu celular

Siga o Portal nas redes sociais

Cursos de capacitação online