Senado aprova reajuste para PF e PRF e outras três carreiras


Compartilhe esta publicação:

O Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que prevê o reajuste dos salários da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, além de outras categorias. Os aumentos serão pagos a partir de 2017, em três parcelas, até 2019. A proposta já passou pela Câmara e vai à sanção do presidente Michel Temer.

Serão beneficiados por reajustes, a partir de 2017, as seguintes categorias ou setores: Polícia Federal (Delegado, Perito, Escrivão, Papiloscopista e Agente); Polícia Rodoviária Federal; Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit); Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS); Analista de Infraestrutura; e Perito Agrário do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

O parecer favorável em plenário foi dado pela senadora Ana Amélia (PP-RS). A proposta foi apresentada pelo próprio Poder Executivo, já na gestão de Temer, seguindo acordos fechados ainda pela ex-presidente Dilma Rousseff.


Em 2017, eles receberão cerca de 23% do aumento. No caso de delegados e peritos da Polícia Federal, o salário no topo da carreira, que hoje é de R$ 22.805,00 passará a ser de R$ 28,2 mil em 2017; de R$ 29,6 mil em 2018 e de R$ 30,9 mil em 2019. Para o policial rodoviário federal, a remuneração, que hoje é de R$ 12,2 no final da carreira chegará a R$ 15,1 mil em 2017 e a R$ 16,5 em 2019.

O governo ressalta que, apesar de todos os reajustes dados até agora, “as despesas com pessoal do governo federal estão estáveis nos últimos anos em relação ao PIB, tendo, inclusive apresentado uma pequena queda, de 4,6% do PIB em 2009 para 4,2% na estimava para 2016”. Segundo o Planejamento, essas categorias tiveram reajustes, de 2012 a 2015,que somaram em geral 18% para uma inflação acumulada de 40%.

Segundo o governo, o custo da recomposição remuneratória das carreiras terá impacto de mais de R$ 2 bilhões em 2017.
Fonte: Jornal Extra, em 30/11/2016

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.