Servidores públicos se unem contra retirada de direitos e desmonte do Estado


Compartilhe esta publicação:

Nos dias 12, 13 e 14 deste mês Brasília receberá caravanas de servidores de todo o Brasil. A categoria se une para uma jornada de lutas contra diversas ameaças a direitos, contra o desmonte dos serviços públicos e a imposição de uma política de Estado Mínimo derrotada – de novo – nas urnas no pleito popular de 2014.

As ameaças que estão pela frente exigem uma concentração de forças e resistência permanente de toda a classe trabalhadora. A atividade está sendo organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e outras organizações que reúnem servidores dos Três Poderes e de todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal).

Estão na mira dos servidores a derrubada de projetos como o PLP 257/16 que foi aprovado a toque de caixa na Câmara dos Deputados na noite em que o Senado decidia o afastamento definitivo da presidente eleita, Dilma Rousseff, a PEC 241/16 que prevê congelamento de investimentos públicos por pelo menos duas décadas e outros. Unidos também aos colegas da área da Educação, os servidores protestam contra a lei que está sendo conhecida como lei da mordaça e impõe censura aos professores em escolas.


A mobilização é também contra propostas que tratam da entrega do Pré-Sal ao capital estrangeiro, que visam flexibilizar leis trabalhistas entre outras tantas ameaças. Para organizar essa jornada de lutas o Fonasefe tem mais uma reunião agendada para a próxima terça-feira, dia 6, na sede do Andes-SN, em Brasília.

Calendário – As atividades começam a partir do dia 12 quando será instalado um acampamento na Esplanada dos Ministérios. No dia 13 está prevista uma grande manifestação com marcha unificada dos trabalhadores. No dia 14 o Fonasefe promove uma reunião ampliada dos federais para avaliar perspectivas de uma greve geral no funcionalismo com indicativo para a 2ª quinzena deste mês. Grandes ameaças exigem grandes reações.

Portanto, a Condsef convoca suas filiadas em todo o Brasil a fortalecer essa luta contra ataques a direitos adquiridos e pelo fortalecimento dos serviços públicos brasileiros. Contra o ajuste fiscal, contra as privatizações e a precarização do setor público, em defesa dos salários, direitos e empregos, todos juntos. Nenhum direito a menos. Nenhum passo atrás.


Confira o calendário

12/09 - Início do acampamento na Esplanada dos Ministérios;
13/09 - Manifestação e marcha unificada dos trabalhadores;
14/09 - Reunião Ampliada do Fonasefe para avaliação e perspectivas da GREVE GERAL no funcionalismo, com indicativo para a segunda quinzena de setembro.
Fonte: Condsef, em 01/09/2016

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.