Medida Provisória vence na quinta e governo Temer pode voltar a ter 31 ministérios


Compartilhe esta publicação:

Mal assumiu e o presidente Michel Temer pode enfrentar uma situação no mínimo curiosa. A reforma ministerial que propôs assim que assumiu interinamente pode subir no telhado. Ainda que não seja muito provável, é possível.

A Medida Provisória nº 726 de 2016, que estabeleceu o enxugamento das pastas, tem que ser colocada em votação no Senado na quinta-feira (8) senão ela perde o efeito de validade. Não cabe mais prorrogação.

O problema é que na política tudo pode acontecer. Mesmo que Renan tenha marcado uma sessão para esse dia, a matéria pode não ser apreciada ou, mesmo que seja, pode acabar sendo rejeitada. A estrutura de administração federal voltaria a ser a dos 31 ministérios.


Alguns senadores teriam interesse na volta da estrutura antiga. Não é novidade para ninguém que há partidos insatisfeitos com a falta de cargos no governo. Com a estrutura dilmista ficaria mais fácil conversar sobre ocupação da base nos cargos federais.
Fonte: Revista Veja, em 05/09/2016

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.