PLC 36/2016 é sancionado pela Presidência da República


Compartilhe esta publicação:

O Presidente da República em exercício, Michel Temer, sancionou nesta sexta-feira (29) o PLC 36/2016. O projeto passou em formato integral e foi encaminhado para publicação em edição extra do Diário Oficial da União.

Desde o início, a ANAFE atuou fortemente junto aos parlamentares para que o Projeto de Lei fosse aprovado nas duas Casas legislativas.

“Essa vitória se deve a cada advogado público federal que doou um pouco de seu tempo no trabalho parlamentar. Este tipo de mobilização foi essencial para que chegássemos à aprovação e sanção desse projeto, que é um grande passo na valorização dos membros da AGU”, ressalta o presidente da ANAFE, Marcelino Rodrigues.

A Diretora de Assuntos Parlamentares da ANAFE, Lilian Bezerra, destaca que a sanção da matéria é resultado de um intenso trabalho dos Advogados Públicos Federais que, de forma unida e organizada, se empenharam diuturnamente no convencimento parlamentar sobre a importância do pleito para a Advocacia-Geral da União.

“Agradeço a todos que se uniram nessa luta incansável, a qual demostrou que juntos somos muito mais fortes. Sigamos juntos na caminhada por uma AGU mais forte e respeitada”, afirma.


Prerrogativas

O PLC 36/2016 trata do reajuste de servidores públicos, reestrutura cargos e carreiras, além de prever o pagamento de honorários de sucumbência aos advogados públicos.

Além do reajuste salarial de servidores públicos e da regulamentação do pagamento dos honorários de sucumbência aos advogados públicos federais, o PLC 36/2016 disciplina atribuições exclusivas das carreiras jurídicas da AGU, bem como prerrogativas que seus ocupantes devem gozar no desempenho de suas atribuições e traz em seu bojo outras medidas para o fortalecimento da Advocacia Pública Federal.

Fonte: ANAFE, em 01/08/2016

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.