Chefes de cartórios eleitorais pedem isonomia salarial


Compartilhe esta publicação:

Nesta quarta-feira (10), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu a diretoria da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe), além de representantes de cartórios eleitorais de todo o Brasil que vieram pedir a votação do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 3/2016 em sessão do Congresso Nacional.

O projeto trata de remanejamento de orçamento próprio do Tribunal Superior Eleitoral para implementação da Lei 13.150/2015, que assegura a equiparação salarial dos chefes de cartórios eleitorais no país. Adilson Rodrigues Santos, da diretoria da Fenajufe, argumentou que o projeto não onera o Orçamento federal, pois trata apenas de formalização do uso de recursos do próprio do TSE previstos em lei existente desde 2015.

O presidente do Senado informou que vai conversar com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que o PLN seja colocado em votação na próxima sessão do Congresso.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado.

Fonte: Agência Senado, em 10/08/2016

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.