Enquanto isso, no serviço público...


Compartilhe esta publicação:

Qualquer que seja o governo a surgir de toda essa confusão, uma coisa é certa: encontrará uma burocracia formada por servidores públicos desesperançados e desmotivados.

Ao contrário do que afirma o sociólogo Jessé Souza, atual presidente do Ipea, no Brasil o Estado é mais idolatrado do que o mercado. Empregos públicos com salários razoáveis são disputadíssimos. “Concurseiros” bacharéis em Direito pulam de prova em prova em busca de mais dinheiro e satisfação profissional – tendo, é claro, a garantia de boa aposentadoria e estabilidade no emprego.

Mas um fator que costuma ser esquecido nessa discussão é a motivação. Crises econômicas implicam (ou deveriam implicar!) contenção de gastos. Assim, nos últimos meses, professores de universidades federais têm que formar bancas de mestrado e doutorado convidando colegas de outros estados para avaliar os candidatos via Skype. Passagens aéreas foram cortadas. Claro que isso está longe de ser uma tragédia, mas é sinal de tempos difíceis para funcionários públicos.

O principal problema, claro, está nos salários. Enquanto funcionários do governo carioca estão recebendo com atraso, os servidores federais podem esquecer qualquer tipo de aumento nos próximos meses. Vale lembrar que no governo não há reposição automática da inflação, ao contrário do dissídio do setor privado.

Cortes orçamentários como os de 2015 e 2016, então, provavelmente afetam a motivação dos servidores públicos e, consequentemente, a qualidade de seu trabalho. Mas um estudo publicado no Journal of Public Administration Research and Theory mostra que inovações organizacionais podem ajudar a preservar o bem-estar (e competência) dos funcionários em tempos de crise.

De qualquer maneira, o cenário para os próximos meses é sombrio não só na política, mas também na capacidade estatal.

http://veja.abril.com.br/blog/sergio-praca/burocracia/enquanto-isso-no-servico-publico/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.