Cunha promete fazer sua parte se líder do governo pedir pra pautar o PL 2648


Compartilhe esta publicação:

Já com as movimentações em torno da reunião da Comissão Especial do Impeachment na Câmara dos Deputados, os coordenadores da Fenajufe Adilson Rodrigues e Eugênia Lacerda, acompanhados pelo coordenador do Sintrajud, Antônio Melquiades, conseguiram conversar no início da noite desta segunda-feira, 21, com o presidente da Casa, Eduardo Cunha (RJ). Os coordenadores questionaram o presidente sobre a possibilidade de inclusão do PL 2648 na pauta do Colégio de Líderes. Enfático, Cunha disse que se o líder do governo pedir pra pautar o projeto, ele ajudará e fará a parte que lhe cabe.

Mais cedo os coordenadores estiveram com o deputado Rogério Rosso (DF), líder do PSD, pouco após o término da reunião do Colégio de Líderes. A expectativa era pela abertura de uma janela que permitisse o debate sobre a apreciação do PL 2648/2015. Mas prevaleceu o clima tenso no início dos trabalhos da primeira semana de discussão do impeachment na Casa. Segundo o deputado, que preside a Comissão de Impeachment, neste momento a agenda determinada pelos líderes vai se pautar apenas pelas reuniões da comissão especial encarregada de analisar, na Câmara, o pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff.

Rosso confirmou que conversou hoje com o Diretor Geral do STF, Amarildo Vieira, sobre o projeto de reajuste dos servidores, mas por conta da prioridade em torno da pauta do Impeachment, considerou pouco provável a discussão do 2648 ou de qualquer outro projeto nesta semana.

Os dirigentes estiveram ainda com vários outros líderes partidários que se preparavam para a reunião na presidência da Câmara. Na análise dos congressistas, por agora não há espaço para apreciação de projetos de reajuste ou de qualquer outra pauta.

Quem também acompanhou a movimentação na Câmara dos Deputados nesse início de semana foi o Juiz Auxiliar da presidência do STF, Paulo Schmidt. Em conversa com os dirigentes ele voltou a afirmar que o STF continua na busca da discussão do 2648 pelos líderes, tão logo haja uma oportunidade.

Para o coordenador Adilson Rodrigues, é chegado momento de ações mais efetivas por parte do STF e parlamentares para garantir a aprovação do PL 2648. “ Vamos continuar procurando os líderes e buscar o espaço para incluir o projeto na pauta nas próximas sessões, mas agora, mais do que declarações de apoio, queremos ações concretas da cúpula do Judiciário e parlamentares que assegurem a aprovação do projeto. Não aceitamos que o governo use o pretexto da crise econômica e política, para descumprir acordos celebrados com o Poder Judiciário e demais categorias de servidores federais”, assevera.

http://www.fenajufe.org.br/index.php/imprensa/ultimas-noticias/fenajufe/3918-semana-comeca-tensa-e-ainda-sem-espaco-para-o-pl-2648-no-colegio-de-lideres-da-camara

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.