Geap atualiza valores dos planos


Compartilhe esta publicação:

Conforme determina a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), anualmente as operadoras de planos de saúde devem definir o seu custeio assistencial a partir de estudos atuariais, baseados em análises econômico-financeiras, de forma a cumprir as obrigações da legislação que rege o setor e assegurar a assistência aos beneficiários.

Sendo assim, nesta terça-feira (17), o Conselho de Administração da Geap Autogestão em Saúde (Conad) aprovou os valores das contribuições dos planos GEAP-Referência, GEAPEssencial, GEAPClássico, GEAPSaúde, GEAPSaúde II e GEAPFamília para o próximo ano. A nova tabela começa a vigorar somente a partir do dia 1º de fevereiro de 2016.

A atualização de 37,55% foi definida com base em estudo atuarial detalhado que leva em conta, entre outros fatores, o acentuado aumento das despesas médico-hospitalares no último ano, visando cumprir as determinações da legislação de saúde suplementar e garantir uma assistência cada vez mais qualificada aos beneficiários da Geap em todo o país.

O reajuste aprovado incidirá sobre o valor integral dos planos e a mensalidade a ser paga pelo beneficiário da Geap vai depender da contribuição per capita do órgão ao qual está vinculado. Ou seja, para saber o impacto final do plano de saúde na remuneração, o servidor deverá abater do valor total do plano o repasse da instituição patrocinadora.

Mesmo com a atualização dos valores, os planos da Geap continuam com mensalidades bem mais em conta que as praticadas no mercado. Em alguns casos, planos com características semelhantes aos oferecidos pela Geap chegam a ser 70% mais caros. Assim a GEAP é a melhor opção, sobretudo para os idosos mediante outros planos.

Por ser uma autogestão sem fins lucrativos, os recursos arrecadados pela Geap são totalmente revertidos na assistência integral de seus assistidos e as despesas rateadas solidariamente entre as diferentes contribuições e faixas etárias.

Importante ressaltar que a assistência aos beneficiários que têm planos de saúde da Geap segue normalizada nas clínicas, hospitais e laboratórios que compõem a rede credenciada da operadora em todo o país. A situação econômico-financeira da Geap Autogestão em Saúde é estável e a empresa não acumula dívidas com a sua rede credenciada. O fluxo de pagamentos segue dentro da rotina, respeitando os prazos legais e os contratos firmados com os 17 mil prestadores credenciados à operadora em todo o país. Além disso, conforme estabelece a legislação que regulamenta o setor, a Geap Autogestão em Saúde constituiu, aproximadamente, R$ 750 milhões em reservas técnicas junto à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), nos últimos dois anos.

Com experiência de 70 anos na assistência suplementar à saúde, a Geap atualmente têm cerca de 600 mil brasileiros, entre servidores públicos e familiares, inscritos nos seus planos. É a operadora agrega o maior número de idosos. São mais de 280 mil beneficiários com mais de 59 anos, dentre os quais 70 mil que já passaram dos 80 anos e 500 que já são centenários. Um dos principais diferenciais da empresa é o compromisso de acolher e cuidar de todos sem fazer qualquer tipo de discriminação por idade ou doença preexistente.

O aprimoramento constante do serviço prestado pela Geap tem se refletido na melhoria dos indicadores assistenciais e na redução acentuada do número de reclamações dos clientes, conforme avaliações recentes da agência reguladora de planos de saúde. No último resultado do Índice de Desenvolvimento da Saúde Suplementar (IDSS), divulgado em setembro, por exemplo, a nota da Geap subiu de 0,44, em 2013, para 0,65 em 2015, aproximando-se mais do indicador máximo que é 1. Este índice, calculado pela ANS, avalia a atenção à saúde; a satisfação do cliente; a estrutura e os aspectos econômico-financeiros da empresa.

https://www.geap.com.br/noticias.asp?NroNoticia=4125

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.