Funcionários do INSS voltam à greve no próximo dia 24


Compartilhe esta publicação:

Os servidores administrativos do INSS no Rio voltam a cruzar os braços no próximo dia 24, com possibilidade de paralisação das atividades por tempo indeterminado. O funcionalismo retomará o movimento, após uma greve que durou 80 dias e foi encerrada em setembro. A categoria reclama que o governo não cumpriu termos do acordo assinado com o Ministério do Planejamento. O texto garantiu reajuste de 10,8% em dois anos, incorporação de gratificação por desempenho, entre outros benefícios.

No entanto, depois de quase dois meses da assinatura do acordo, o Sindsprev-RJ defende que a União só cumpriu a devolução dos dias cortados e que deixou de dar sequência aos demais itens da pauta. De acordo com diretor do sindicato, Rolando Medeiros, não houve qualquer medida que garantisse oficialmente as conquistas. Ele também relatou ameaça de fechamento de postos do INSS na Região Norte-Fluminense do estado, como São Fidélis, Campos, Miracema, entre outras cidades.

Em nota, o INSS informou que todos os pontos acordados no fim da greve estão em andamento e alguns, inclusive, já foram atendidos. “Quanto ao plano de reposição, apesar das várias tratativas e do esforço da gestão do INSS em apresentar propostas, ele ainda não foi concluído em virtude da dificuldade de chegar-se a um entendimento com as entidades”. O instituto informou que não possui nenhum plano de fechamento de suas unidades no estado.

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2015/11/06/funcionarios-do-inss-voltam-a-greve-a-partir-do-dia-24/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.