Atendimento do INSS volta ao normal, mas perícias atrasam


Compartilhe esta publicação:

O atendimento nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltou ao normal após 85 dias de greve. Os segurados que precisam fazer perícia, porém, encontram dificuldades, pois os médicos peritos mantiveram a paralisação. A categoria está em greve desde o início de setembro.

Segundo o presidente da Associação de Médicos Peritos, Francisco Eduardo, 400 mil perícias em todo o país deixaram de ser feitas desde o início da greve. No estado de São Paulo, 122 mil perícias deixaram de ser feitas: 50% na Grande São Paulo e o restante nas cidades do interior.

O acordo que encerrou a greve prevê aumento salarial de 5,5% em 2016 e de 5% em 2017 e a incorporação da média da gratificação em três parcelas iguais, a partir de 2017.

Na manhã de hoje (2), a agência da cidade de Osasco tinha movimento tranquilo, embora alguns beneficiários tenham reclamado da demora no atendimento. Vagner Soriano Cândido, de 41 anos, era ajudante de carga e descarga antes de ser atropelado, ficar com o pé direito menor, desenvolver artrose e andar com muita dificuldade. Afastado do trabalho há cinco anos, ele faz reabilitação e conta que foi avisado sobre a remarcação da sua perícia. “Ligaram me avisando que era para desmarcar a perícia durante a greve.”

A costureira Jandira de Jesus Alves, de 58 anos, conseguiu passar pela perícia no dia 20 do mês passado, apesar da paralisação. “Recebo auxílio-doença. Hoje vim pegar um documento da perícia. Se a perícia fosse hoje, talvez não conseguisse.” O ajudante de motorista João Alessandro Lopes, de 34 anos, que faz reabilitação profissional e precisa comparecer a um posto do INSS a cada dois meses, disse que, mesmo durante a greve, foi atendido no setor de assistência social.

Para evitar mais transtornos e deslocamentos desnecessários, o INSS informou que os cidadãos devem buscar informações sobre os serviços disponíveis pelo telefone 135 ou pela internet e agendar o atendimento antes de se dirigir às agências. Além disso, a autarquia adianta que vai considerar a data originalmente agendada como o dia de entrada do requerimento.

Quanto às perícias médicas marcadas, o INSS informou que o segurado deve ligar previamente para o 135 e consultar a situação na agência em que foi feito o agendamento. De acordo com nota divulgada pelo instituto, quem não for atendido por causa da paralisação dos peritos terá a data de atendimento remarcada.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2015-10/atendimento-do-inss-volta-ao-normal-mas-pericias-atrasam

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.