Temendo derrubada do veto, governo aperta corpo-a-corpo no Congresso


Compartilhe esta publicação:

O ministro Nelson Barbosa, do Planejamento, Orçamento e Gestão, esteve reunido com deputados da base do governo nesta terça-feira, 1. Na pauta, o pedido de apoio à mudança de leis que regulam gastos obrigatórios do governo e os vetos presidenciais que estão na pauta do Congresso Nacional desta quarta-feira, 2. Dentre eles, o veto ao PLC 28, que estabelece o reajuste dos servidores do Judiciário federal e o que cria alternativa ao fator previdenciário.

A presença de Barbosa na Câmara é avaliada como reação do governo à possibilidade real de derrubada do veto ao reajuste dos servidores do Judiciário. Na primeira reunião do dia, com parlamentares do PT, Barbosa novamente lançou mão dos argumentos apresentados pelo governo, para justificar o veto. Repetindo cantilena que os servidores já se cansaram de ouvir, o ministro alegou que a aprovação do reajuste aconteceu quando o governo já negociava com o STF.

O argumento soa vazio, uma vez que o projeto do reajuste tramitou tanto na Câmara quanto no Senado por mais de um ano. O enredo foi o mesmo, repetido com parlamentares do PROS e PCdoB, com quem o ministro esteve.

Com os servidores em greve há mais de 90 dias e o trabalho constante de pressão e convencimento, um número expressivo de parlamentares tem se comprometido com a causa dos servidores. Organizada em grupos com tarefas específicas, a categoria atua tanto no Congresso Nacional como nas bases eleitores dos deputados e senadores. Nem os aeroportos escapam do radar da categoria.

Ministros e desembargadores federais também têm atuado ao lado dos servidores. Na segunda-feira, 31 de agosto, ministros da Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) declararam apoio à derrubada do veto 26 (leia aqui), caminho que já havia sido trilho por 15, dos 27 ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que também solicitaram ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), a derrubada do Veto 26 (leia aqui).


Atos

Nesta quarta-feira, 2, a partir das 10 horas, servidores do Judiciário federal voltarão a ocupar a Esplanada dos Ministérios. Com a sessão conjunta da Câmara dos Deputados e do Senado convocada para as 11 horas, a categoria vai pressionar os parlamentares pela presença e voto na derrubada do veto ao PLC 28. No último ato da categoria, mais de dez mil servidores protestaram na Alameda dos Estados.

http://www.fenajufe.org.br/index.php/imprensa/ultimas-noticias/fenajufe/3516-temendo-derrubada-do-veto-governo-aperta-corpo-a-corpo-no-congresso

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.