Sem descartar greve, trabalhadores avaliam nova proposta dos Correios


Compartilhe esta publicação:

Lideranças do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos (Sintect/DF) percorreram os diferentes postos de trabalho da categoria ao longo dessa segunda-feira (14) para apresentar às bases as novas propostas apresentadas pela ECT na semana passada, quando patronato e representações trabalhistas se reuniram sob mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Apesar dos avanços conquistados na nova proposta, a mobilização continua até a assembleia geral que está convocada para 19h desta terça-feira (15), quando a proposição da empresa será submetida à apreciação e à votação.

“Na noite dessa segunda-feira (14), estaremos na rodoviária do Plano Piloto entregando para a população a carta aberta que elaboramos para explicar à sociedade os desafios encontrados ao longo de nossa Campanha Salarial. No material, pedimos a compreensão e o apoio da população caso seja necessário que a categoria cruze os braços para garantir melhorias nas condições de trabalho”, explica o dirigente do Sintect/DF, Jovan Sardinha. Veja aqui a nova proposta dos Correios.

“Um ponto importante da reunião foi termos conseguido arrancar dos patrões o compromisso de que até o final de 2016 todas as entregas de correspondências serão feitas no período matutino. Essa é uma pauta importante pra categoria, pois tem reflexos diretos na saúde do trabalhador”, explica Jovan Sardinha. Outro avanço importante citado pelo sindicalista é o fato de que o plano de saúde será debatido por uma comissão paritária, composta por patrões e trabalhadores.

“A direção dos Correios estava anunciando mudanças nocivas no plano de saúde sem discussão com os trabalhadores. Avalio que essa nova postura é positiva, uma vez que teremos espaço para nos pronunciarmos a respeito”, avalia o dirigente sindical.

Em relação aos outros itens, a empresa manteve a proposta inicial, que aplica o índice inflacionário de 9,56%. No caso do auxílio alimentação, a nova proposição prevê redução do compartilhamento, o que na prática reduz os gastos do trabalhador, uma vez que os descontos referentes a esse benefício são reduzidos.

http://www.cutbrasilia.org.br/site/sem-descartar-greve-trabalhadores-avaliam-nova-proposta-dos-correios/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.