Novo orçamento destina R$ 15,9 bilhões para reajustes de funcionalismo


Compartilhe esta publicação:

A proposta de orçamento de 2016 traz autorizações para reajuste dos servidores públicos dos três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário), além de Ministério Público da União (MPU) e Defensoria Pública da União (DPU). De acordo com o anexo 5 da proposta, o impacto dos aumentos, previstos em projetos de lei em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado, soma R$ 15,9 bilhões.

A proposta contempla também reajuste para os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o procurador-geral da República. O salário dos ministros do Supremo é o teto do funcionalismo público. Hoje ele é de R$ 33.763,00. Os ministros e o procurador pleiteiam R$ 39.293,38.

Para a Câmara, o anexo destina R$ 558,2 milhões para o reajuste previsto no Projeto de Lei 2742/15. Para o Senado, o texto reserva R$ 209,8 milhões. O Executivo separou R$ 13,1 bilhões para aumentos do seu funcionalismo.

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/ADMINISTRACAO-PUBLICA/495095-NOVO-ORCAMENTO-DESTINA-R$-15,9-BILHOES-PARA-REAJUSTES-DE-FUNCIONALISMO.html

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.