José Medeiros critica medidas do governo que prejudicam servidores públicos

O senador José Medeiros (PPS-MT) lamentou o que chamou de tempos dos pacotes. Disse que foi com preocupação que acompanhou a divulgação das medidas econômicas do governo federal, uma vez que os servidores públicos dos três poderes serão prejudicados.

Para começar, disse o senador, o reajuste salarial dos funcionários, que deveria ocorrer no começo do ano que vem foi adiado para meados de 2016. José Medeiros acredita, no entanto, que essa recomposição das perdas não virá, uma vez que o Executivo negocia há meses com representantes do funcionalismo, mas não cumpre as promessas.

- O governo passa uma ideia de demonização dos servidores públicos. Passa uma ideia distorcida para o país de que o grande câncer são os servidores. Parece que a máquina está inchada, mas não está. É importante que a população saiba diferenciar o que são cargos comissionados e máquinas eleitoreiras de servidores de carreira - explicou José Medeiros

Além do prejuízo aos servidores, José Medeiros criticou a possível volta da CPMF (Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira) com alíquota de 0,20%. Para ele, o governo está mergulhado na crise econômica por falta de credibilidade.

- Fez uma mentirada para se reeleger e vem mentindo reiteiradamente, mas há também essas pegadinhas. Está dizendo que a CPMF será de 0,2%, mas não será apenas isso, porque essa contribuição tem efeito multiplicador, denunciou o senador.
http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2015/09/15/jose-medeiros-critica-medidas-do-governo-que-prejudicam-servidores-publicos

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: