Governo conta votos para analisar vetos e dar sinal ao mercado


Compartilhe esta publicação:

Após ter solicitado o adiamento da sessão do Congresso Nacional marcada para apreciar vetos presidenciais a “pautas-bomba”, o governo federal mudou de posição e passou a defender que a votação ocorra nesta terça-feira (22) para dar um sinal positivo ao mercado. Para isso, líderes da base aliada foram convocados a contabilizar as intenções de voto nas bancadas e repassar as informações ao líder do governo na Casa, José Guimarães (PT-CE).

Segundo o Palácio do Planalto, a manutenção dos vetos é crucial para as finanças da União, porque a implantação das medidas vetadas por Dilma anularia parte do esforço de ajuste fiscal que o governo tenta fazer para evitar um rombo de R$ 30,5 bilhões no Orçamento de 2016.

“A atividade política é de risco. É melhor vencermos essa agonia que existe há semanas e semanas. Prefiro que o Congresso seja chamado hoje a fazer essa reflexão. É fundamental mantermos o veto”, ponderou Guimarães.

Estão na pauta de votação do Congresso a análise de 32 vetos, entre os quais o que barrou um reajuste de até 78% aos servidores do Judiciário. De acordo com o Ministério do Planejamento, a eventual retomada desses dispositivos vai gerar um gasto extra de R$ 23,5 bilhões no ano que vem e R$ 127,5 bilhões até 2019.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/09/governo-conta-votos-para-analisar-vetos-e-dar-sinal-ao-mercado.html

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.