Congresso não deverá apreciar vetos a projetos que aumentam gastos, diz Renan


Compartilhe esta publicação:

O presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), sinalizou nesta terça-feira (22) que vai adiar a sessão conjunta com senadores e deputados, marcada para esta noite, para analisar os vetos da presidenta Dilma Rousseff a propostas aprovadas por parlamentares. Na lista, está a proposta que concede reajustes que variam de 53% a 78% a servidores do Judiciário, conforme o cargo.

“Do ponto de vista do Congresso, o mais recomendado, cedendo ao apelo de não permitir a desarrumação fiscal, é adiar a sessão. Como nós vamos fazer, nós ainda não sabemos, mas eu pretendo conversar com os líderes para que nós façamos isso com maior responsabilidade fiscal – que é o que o Brasil cobra de todo nós”, disse Renan.

Ele disse ainda que é chegado o momento de fazer um apelo à responsabilidade fiscal e que o Congresso tem ajudado bastante o Brasil. “Ainda no passado nós reduzimos a meta de superavit, votamos o Orçamento apenas em março, votamos todas as medidas do ajuste [fiscal enviadas pelo governo ao Congresso], inclusive a reoneração [da folha de pagamento] e apresentamos uma agenda de reformas estruturais”, acrescentou ressaltando que o Congresso fará o possível para não agravarmos a crise econômica.


Reforma ministerial

Sobre as mudanças que o governo estuda para reestruturar os ministérios, Renan lembrou que ontem, em reunião com a presidenta Dilma, disse que considera incompatível a participação do presidente do Congresso Nacional em conversas sobre a participação do PMDB no governo. “Eu realmente acho incompatível que o presidente do Congresso participe dessa discussão. Eu acho que quanto mais isenção o presidente do Congresso tiver, melhor para que ele possa cumprir o seu papel”, avaliou.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-09/congresso-nao-devera-apreciar-vetos-que-aumentam-gastos-diz-renan

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.