STJ decide hoje sobre atendimento do INSS durante a greve


Compartilhe esta publicação:

A greve nacional dos servidores do INSS completa um mês e pode sofrer uma reviravolta nesta sexta-feira (7). O Superior Tribunal de Justiça vai decidir se aceita o pedido da Advocacia-Geral da União para que pelo menos 70% dos servidores do INSS compareçam ao trabalho.

No caso específico dos trabalhadores das áreas de decisões judiciais e medidas de urgência, o efetivo mínimo seria de 87%. Na petição, o governo federal quer ainda que o STJ estabeleça multa diária de R$ 500 mil. Quem pagaria, neste caso, seria a Fenasps, federação que representa os servidores do INSS.

Em nota, o comando de greve afirmou que somente serviços inadiáveis são considerados essenciais, e questionou se existe necessidade de atender às demandas judiciais, já que os trabalhadores do Poder Judiciário estão em greve desde abril. O comando de greve informou, ainda, que estão em andamento as negociações da categoria com o Ministério do Planejamento.

O governo federal estima que 73% das agências da Previdência Social foram afetadas pela greve. Já a Fenasps acredita que 85% dos serviços do INSS estão parados.

http://radioagencianacional.ebc.com.br/geral/audio/2015-08/stj-decide-hoje-se-inss-deve-manter-70-dos-servidores-durante-greve

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.