Servidores públicos federais realizam Marcha a Brasília


Compartilhe esta publicação:

A reunião do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, realizada nesta segunda-feira (17), aprovou a realização de uma Marcha Nacional a Brasília na próxima semana, dia 27 de agosto.

“No entendimento das entidades – estavam 12 presentes, com mais de 50 representantes – é necessário impulsionar ações de massas em Brasília para seguir pressionando o governo e arrancar nossas reivindicações”, declarou o servidor público Paulo Barela, membro da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, . “Existe uma conjuntura difícil e contraditória, onde o governo de Dilma-PT acumula recordes de impopularidade, mas conta com apoio importante de amplos setores burgueses para continuar aplicando seus ajustes fiscais e atacando a classe trabalhadora. Por isso, fortalecer e ampliar o movimento de greve nacional é fundamental nesse momento”, ressaltou Barela.

Durante a reunião, foi aprovado ainda um chamado aos demais setores, que ainda não entraram em greve, para que discutam em suas bases a importância de aumentar ainda mais o movimento grevista pelo país.

Na marcha anterior, cerca de 4 mil pessoas tomaram as ruas da capital do país, reunindo diversas categorias do funcionalismo em defesa dos direitos dos trabalhadores, contra o arrocho salarial e o ajuste fiscal do governo Dilma.

Os servidores da Fasubra ocuparam o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), com o objetivo de pressionar o governo não somente defendendo as pautas específicas da Federação mas também a demanda geral da categoria.

Segundo a Federação, em reunião com o secretário Sérgio Mendonça, secretário do MPOG, os servidores reafirmaram que o índice de 21,3% parcelado em 4 anos não será aceito, e que o próprio governo informou que a quase totalidade das entidades não concorda com o índice – apenas 3 sim, mas os nomes não foram citados.

“Esse prazo de 4 anos é inaceitável, principalmente ao considerar a conjuntura econômica em que nos encontramos”, afirmou Saulo Arcangeli, dirigente da CSP-Conlutas e membro do Fórum de Entidades Nacionais dos SPFs.

Organizar as caravanas e garantir uma marcha poderosa é a tarefa central de todas entidades e a militância da CSP-Conlutas nos próximos dias.

http://www.sintrajud.org.br/conteudo/detalhe_noticia.php?cod=4078

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.