Servidores do Judiciário mantêm greve e marcam manifestação para terça-feira

Servidores do Judiciário no Distrito Federal decidiram, em assembleia na tarde de hoje (21), continuar em greve. Eles marcaram para a próxima terça-feira (25) uma manifestação em frente ao Congresso Nacional contra o veto da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que previa reajuste salarial da categoria entre 53% e 78,56%.

“Nós estamos lutando e fazendo todo um trabalho de convencimento para que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marque uma sessão do Congresso Nacional para terça-feira [25] ou quarta-feira [26], e coloque o veto em votação”, disse o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Distrito Federal (Sindjus), José Rodrigues Costa.

Segundo Rodrigues, os servidores rejeitam a proposta de reajuste definida na semana passada entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Ministério do Planejamento. Ela prevê que o reajuste individual oscile entre 16,5% e 41,47% e seja pago em oito parcelas semestrais, a partir de janeiro de 2016.

“Uma proposta totalmente inviável, que não repõe a inflação pregressa, nem a futura. Isso é uma aberração, que deixa os servidores cada vez mais indignados”. De acordo com Rodrigues, a mobilização dos servidores deve continuar neste fim de semana nas bases eleitorais dos parlamentares e em aeroportos. Ele disse que estão previstas também conversas com deputados e senadores no Congresso Nacional, a partir de segunda-feira (24).
http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-08/servidores-do-judiciario-mantem-greve-e-marcam-manifestacao-para-terca

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: