Servidores do INSS reivindicam reajuste salarial de 27% e abertura de concurso público


Compartilhe esta publicação:

Em greve, há mais de 30 dias, os servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ligados à Federação de Sindicatos da Saúde, Previdência e Trabalho (Fenasps) participaram nesta terça-feira, 11 de agosto, de uma manifestação em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) no centro de Brasília.

O grupo reivindica reajuste salarial de 27%, melhores condições de trabalho, unificação da jornada de trabalho de 30 horas semanais e abertura do novo concurso público para analistas e técnicos, uma vez que o número atual de servidores é insuficiente para oferecer um atendimento de qualidade à população, de acordo com o movimento.

Os servidores da Previdência Social entraram na quinta semana de greve no Distrito Federal. Segundo o Sindprev, sindicato que representa a categoria, todas as 19 agências do Distrito paralisaram as atividades. O Sindprev informou que estão sendo realizados apenas atendimentos médicos e reagendamentos em algumas agências.

Segundo a última nota, divulgada no site do Ministério da Previdência Social em 11 de agosto, “o INSS entende que os serviços previdenciários são essenciais e que a interrupção do atendimento nas suas unidades acarreta prejuízos a toda a população”. E acrescenta que “o Instituto tem empreendido todos os esforços no sentido de orientar as unidades e a Central de Teleatendimento 135 no que se refere às providências de reagendamento para os segurados que não estão sendo atendidos devido à greve”.

O ato também reúne servidores do Trabalho e da Saúde e, segundo a Fenasps, cerca de 2 mil pessoas de 15 estados participam da manifestação. Já a estimativa da Polícia Militar é de 700 participantes. O Diretor da Federação, Hélio de Jesus afirmou que o grupo quer se reunir com um representante do Ministério do Planejamento. "Tanto os colegas do INSS quanto o da Saúde e do Trabalho estão em greve desde 7 de julho e não houve uma negociação concreta até agora", alegou.

O concurso público do INSS já foi autorizado pelo MPOG e a instituição tem até o dia 29 de dezembro deste ano para divulgar o edital do novo concurso, que vai contratar 950 cargos de analista e técnico. Porém, a greve dos servidores pode acelerar o lançamento do edital, uma vez que a assessoria de imprensa do órgão comunicou que já está desenvolvendo o projeto básico da seleção e que, assim que esta etapa for concluída, a banca organizadora será selecionada.

O INSS anunciou ainda que as 950 vagas "serão destinadas à lotação nas Agências da Previdência Social, nas diversas regiões do país". A instituição ainda precisa concluir o mapeamento interno para identificar as localidades com maior carência de servidores para fazer a distribuição das vagas. A probabilidade é de que as vagas sejam lotadas em São Paulo e em diversos outros Estados, como ocorreu nos últimos concursos do INSS.

https://www.iobconcursos.com/noticias-sobre-concursos/servidores-do-inss-reivindicam-reajuste-salarial-de-27-e-abertura-de-concurso-publico/1817

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.