>>
Notícias Artigos Apostilas para concursos Cursos de capacitação Advogado online Forum Contato

13 agosto 2015

Em greve, há mais de 30 dias, os servidores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ligados à Federação de Sindicatos da Saúde, Previdência e Trabalho (Fenasps) participaram nesta terça-feira, 11 de agosto, de uma manifestação em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) no centro de Brasília.

O grupo reivindica reajuste salarial de 27%, melhores condições de trabalho, unificação da jornada de trabalho de 30 horas semanais e abertura do novo concurso público para analistas e técnicos, uma vez que o número atual de servidores é insuficiente para oferecer um atendimento de qualidade à população, de acordo com o movimento.

Os servidores da Previdência Social entraram na quinta semana de greve no Distrito Federal. Segundo o Sindprev, sindicato que representa a categoria, todas as 19 agências do Distrito paralisaram as atividades. O Sindprev informou que estão sendo realizados apenas atendimentos médicos e reagendamentos em algumas agências.

Segundo a última nota, divulgada no site do Ministério da Previdência Social em 11 de agosto, “o INSS entende que os serviços previdenciários são essenciais e que a interrupção do atendimento nas suas unidades acarreta prejuízos a toda a população”. E acrescenta que “o Instituto tem empreendido todos os esforços no sentido de orientar as unidades e a Central de Teleatendimento 135 no que se refere às providências de reagendamento para os segurados que não estão sendo atendidos devido à greve”.

O ato também reúne servidores do Trabalho e da Saúde e, segundo a Fenasps, cerca de 2 mil pessoas de 15 estados participam da manifestação. Já a estimativa da Polícia Militar é de 700 participantes. O Diretor da Federação, Hélio de Jesus afirmou que o grupo quer se reunir com um representante do Ministério do Planejamento. "Tanto os colegas do INSS quanto o da Saúde e do Trabalho estão em greve desde 7 de julho e não houve uma negociação concreta até agora", alegou.

O concurso público do INSS já foi autorizado pelo MPOG e a instituição tem até o dia 29 de dezembro deste ano para divulgar o edital do novo concurso, que vai contratar 950 cargos de analista e técnico. Porém, a greve dos servidores pode acelerar o lançamento do edital, uma vez que a assessoria de imprensa do órgão comunicou que já está desenvolvendo o projeto básico da seleção e que, assim que esta etapa for concluída, a banca organizadora será selecionada.

O INSS anunciou ainda que as 950 vagas "serão destinadas à lotação nas Agências da Previdência Social, nas diversas regiões do país". A instituição ainda precisa concluir o mapeamento interno para identificar as localidades com maior carência de servidores para fazer a distribuição das vagas. A probabilidade é de que as vagas sejam lotadas em São Paulo e em diversos outros Estados, como ocorreu nos últimos concursos do INSS.
https://www.iobconcursos.com/noticias-sobre-concursos/servidores-do-inss-reivindicam-reajuste-salarial-de-27-e-abertura-de-concurso-publico/1817
Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Siga o Portal nas redes sociais

Cursos de capacitação online