Servidores de universidades em greve rejeitam proposta do governo


Compartilhe esta publicação:

Cerca de 1.500 servidores técnico-administrativos de universidades e instituições federais de todo o país fizeram um protesto em frente ao Ministério da Educação, em Brasília, nesta quarta-feira.

Em greve desde o dia 28 de maio, a categoria rejeita a proposta do governo de reajuste salarial de 21% dividido em quatro anos.

Os servidores pedem aumento de 19% para corrigir perdas inflacionárias de 2010 a 2015. A coordenadora geral da Fasubra, federação que representa a categoria, Leia Oliveira, afirma que o objetivo do ato é cobrar uma nova proposta de reajuste.

Os trabalhadores técnico-administrativos estão acampados na Esplanada dos Ministérios para a Marcha Unificada do Fórum dos Servidores Públicos Federais, marcada para esta quinta-feira.

Além da categoria, respresentantes de 21 entidades sindicais devem participar da manifestação.

Sessenta e sete universidades e instituições federais estão paradas em todo o país. Os servidores alegam que o governo federal não negocia com eles desde o fim da greve de 2014, encerrada por determinação do STJ, Superior Tribunal de Justiça.

http://radioagencianacional.ebc.com.br/educacao/audio/2015-08/servidores-de-universidades-em-greve-rejeitam-proposta-do-governo

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.