Judiciário: Com a pressão da greve, Renan se compromete a pautar o veto


Compartilhe esta publicação:

Os servidores grevistas do Judiciário Federal pressionaram a realização de uma reunião com o Presidente do Congresso Nacional, Senador Renan Calheiros, o qual se comprometeu a pautar a apreciação do veto ao PLC 28/2015.

A categoria realizou manifestação no Diretório Estadual do PMDB. Mais de 30 servidores foram recebidos pelo parlamentar. O coordenador Geral do Sindjus/AL, Paulo Falcão, entregou um documento ao Senador Renan Calheiros e solicitou o compromisso dele em apoiar a derrubada do veto e, que no uso das prerrogativas como Presidente do Congresso Nacional, antecipasse a pauta de votação do veto até o dia 18 de agosto e votação do PLC 41 dos servidores do MPU.

Falcão agradeceu o apoio que o Senador tem dado aos servidores, resultando na aprovação do PLC 28/2015 no Congresso Nacional. Disse que o projeto é uma pauta social da categoria, e não uma pauta bomba como diz a Presidente Dilma.

O Senador recebeu o documento e disse que irá colocar o veto na pauta, esclarecendo que se não for feito, a pauta será trancada. “Assumo a obrigação de apreciação do veto. Não temos divergência contra apreciação do veto”, disse, informando que dará o mesmo tratamento ao PLC 41/2015 dos servidores do MPU.

Ao fim da reunião, o Coordenador Geral disse aos servidores que a apreciação do veto para o dia 18 de agosto depende da participação efetiva da categoria na greve. “Pois se passar dessa data, corremos o risco de o PLC 28/2015 não entrar no orçamento”.

Na manifestação, o servidor de Pernambuco, Roseias, que veio do Estado vizinho a Alagoas juntamente com outros trabalhadores, agradeceu o espaço para participar da reunião com o Senador.


Servidores irão repudiar ataque ao direito de greve pelo TRT na próxima segunda

Os servidores do Judiciário Federal realizarão ato público “Apagão no Judiciário” para repudiar a decisão do Pleno que decidiu pelo corte de ponto e de benefícios dos servidores que exercem o direito constitucional de greve. O Ato público será realizado, na próxima segunda-feira (03), no Prédio-sede do TRT a partir das 8 horas.

A decisão do Pleno do TRT/AL, ocorrida no dia 29 de julho, é uma agressão aos direitos dos trabalhadores. Iremos denunciar cada desembargador do Trabalho que subscreveu a decisão à Organização Internacional do Trabalho”, disse o coordenador Geral do Sindjus/AL, Paulo Falcão.

Pela decisão, a partir do dia 31 de julho, os servidores do TRT que permanecerem na greve terão o ponto e benefícios cortados.

Falcão informou que todos os procedimentos cabíveis e jurídicos estão sendo adotados pelo sindicato. Ele destacou que conta com a presença dos servidores do TRT, TRE e Justiça Eleitoral na manifestação na próxima segunda (03).

http://www.fenajufe.org.br/index.php/imprensa/ultimas-noticias/sindicatos/3392-com-a-pressao-da-greve-renan-se-compromete-a-pautar-o-veto

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.