Federais exigem resposta do governo


Compartilhe esta publicação:

O funcionalismo federal aguarda para hoje a posição do Ministério do Planejamento sobre todas as propostas setoriais que foram apresentadas nas mesas de negociação nos últimos três meses. Também é esperado que haja um anúncio oficial se está mantida a oferta de 21,3% de reajuste em quatro anos, para todo o pessoal do Executivo. Segundo o secretário-geral da Condsef, Sérgio Ronaldo da Silva, o prazo foi dado pela pasta nos últimos encontros.

“Ao todo foram 45 reuniões em 90 dias. Muitas conversas com pouca objetividade que acabaram irritando a base e desencadeando a greve que hoje está em 18 estados e no Distrito Federal. Ou seja, o impasse do governo acaba penalizando a população, que precisa dos serviços prestados pelos órgãos públicos”, defendeu o dirigente sindical.

Segundo ele, a tática de deixar uma posição final para os últimos dias de agosto tem sido comum e desgastante. “O processo poderia ser mais objetivo. E outras demandas estão paradas, como reestruturação de carreiras. Não queremos discutir somente a questão salarial. Mas infelizmente, todos os processos de negociação acabam ficando somente no âmbito remuneratório”, disse Sérgio. O Ministério do Planejamento não confirmou a divulgação para hoje.

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2015/08/21/federais-exigem-resposta-do-governo/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.