Auditores fiscais do trabalho rejeitam proposta do governo e entram em greve


Compartilhe esta publicação:

Auditores fiscais do Trabalho cruzaram os braços por tempo indeterminado. Apenas casos graves e de risco iminente a vida dos trabalhadores serão fiscalizados.

A categoria pede valorização da carreira, melhoria das condições de trabalho, atualização dos valores de diárias – que estão sem reajuste, segundo os trabalhadores, há mais de dez anos, além de reajuste salarial.

Eles querem a restruturação da tabela salarial, com redução de 13 para 6 níveis, até atingir 90,25% do valor do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal, medida que está prevista em uma Proposta de Emenda à Constituição.

Mas o governo já se posicionou contra a aprovação da medida, argumentando que a reivindicação tem um alto impacto fiscal e administrativo sobre o Poder Executivo e pode ter consequências sobre outras carreiras. O Ministério do Planejamento apresentou uma contraproposta aos servidores: um reajuste de 21,3% parcelado em 4 anos.

Porém a presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho, Rosa Jorge, afirma que os servidores rejeitam a sugestão do governo. Contudo, ela diz que a categoria está aberta ao diálogo e destaca.

De acordo com cálculos do Ministério do Planejamento, o reajuste pedido pelos auditores fiscais do Trabalho teria um impacto de cerca de 770 bilhões de reais nos cofres públicos.

O Ministério informou ainda que não vai se posicionar sobre a paralisação e que a proposta do governo está mantida.

http://radioagencianacional.ebc.com.br/geral/audio/2015-08/auditores-fiscais-do-trabalho-rejeitam-proposta-do-governo-e-entram-em-greve

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.