Auditores entram em greve e pressionam governo para abertura de um novo concurso


Os auditores-fiscais do trabalho, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), entraram em greve por tempo indeterminado em todo o país. A reivindicação é por melhores condições de trabalho, reajuste salarial, regulamentação da Indenização de Fronteira e ainda a realização de concurso público.

De acordo com informações do sindicato da categoria, Sinait, são mais de 1.100 cargos vagos de auditor-fiscal do trabalho de um total de 3.644 criados por lei. E ainda centenas de servidores em atividade já têm condições de se aposentar.

O prazo de validade do último concurso para o cargo de auditor expirou no dia 14 de julho de 2014. A autorização para a abertura de um novo edital já foi solicitada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e deve sair em breve.
http://blog.tribunadonorte.com.br/politicaemfoco/auditores-entram-em-greve-e-pressionam-governo-para-abertura-de-um-novo-concurso/
Compartilhe
Notícia anterior
Próxima notícia