MPU: Janot não aceita proposta do governo e quer PLC 41/2015 votado na íntegra


Compartilhe esta publicação:

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, não aceitou a proposta apresentada pelo governo referente ao reajuste dos servidores do MPU e quer que o PLC 41/2015 seja aprovado na íntegra. A informação é do secretário-geral do MPF, Lauro Pinto Cardoso Neto, em reunião entidades sindicais nesta terça-feira, 30.

Participaram do encontro o coordenador da Fenajufe, Saulo Arcangeli, o coordenador do Sindjus/DF, Eldo Luiz Pereira de Abreu e o secretário de Relações Institucionais da PGR, Peterson de Paula Pereira, além de representantes de outras entidades.

A proposta do governo foi apresentada à PGR pelo secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público, Sérgio Eduardo Arbulu Mendonça, no mesmo teor daquela apresentada ao ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF.

Segundo Lauro Cardoso, a posição do Procurador-Geral da República é que o PLC 41/2015 seja votado na íntegra, mesmo sem acordo com o governo. Cardoso teria comunicado a decisão ao diretor-geral do STF, Amarildo Vieira, por telefone na tarde desta terça-feira, 30.

A Fenajufe manifestou apoio à posição da PGR e ainda na noite desta terça-feira, logo após a aprovação do PLC 28/2015, conseguiu o compromisso do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), de levar o pedido de inclusão do 41/2015 na pauta de votações à reunião de líderes na quarta-feira, 1º.

http://www.fenajufe.org.br/index5.php/imprensa/ultimas-noticias/fenajufe/3216-janot-nao-aceita-proposta-do-governo-e-quer-plc-41-2015-votado-na-integra

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.