Dois meses completos de paralisação


Completa dois meses hoje a greve dos servidores técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior. O reitor da Universidade Brasília (UnB), Ivan Camargo, tem defendido o pleito dos servidores, apesar de a instituição reconhecer que a paralisação tem gerado prejuízos para a Universidade, como o atraso de alguns pagamentos e dificuldades para contratação e renovação de serviços terceirizados, como limpeza, conservação e copeiragem. Para o reitor, a demanda é “absolutamente justa”.


Promessa de proposta

Representantes dos ministérios do Planejamento e da Educação prometeram, na semana passada, à Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) que o Executivo apresentará uma proposta amanhã.
http://www.jornaldebrasilia.com.br/coluna/noticias/10/ponto-do-servidor/
Compartilhe
Notícia anterior
Próxima notícia