Dez mil servidores empurram PLC 28 à aprovação no Plenário do Senado


Compartilhe esta publicação:

Cerca de dez mil servidores, do Distrito Federal e de vários estados do Brasil, fizeram, nesta terça-feira (30/6), um dos maiores ato da história da nossa categoria, provocando um grande alvoroço nas imediações do Congresso Nacional. Às 15h, os servidores, concentrados desde as 12h no Acampamento do Sindjus, saíram em marcha do STF, passando pelo Palácio do Planalto e ocuparam todas as pistas da Esplanada dos Ministérios na lateral do Senado Federal.

Os servidores fizeram um barulho ensurdecedor com cornetas, buzinas e apitos, além de uma série de pulinhos, que repercutia no Plenário do Senado. O trânsito ficou, durante o resto da tarde, interrompido por completo, causando um imenso congestionamento que adentrou pela noite atestando o ânimo e o compromisso dos servidores com a luta, que venceram o cansaço, o sol e a demora na apreciação da matéria.

Cartazes e faixas, além de narizes de palhaço e caracterizações, traduziram a indignação dos servidores que gritavam exigindo respeito e cobrando a votação e aprovação da recomposição salarial da categoria ainda na sessão desta terça-feira. Ao mesmo momento em que os servidores tomavam as ruas, servidores de diversos estados, dirigentes sindicais do Sindjus, da Fenajufe e de outros sindicatos percorriam os gabinetes do Senado pedindo o apoio dos senadores.

O Plenário do Senado discutia o Pré-Sal em uma sessão temática enquanto líderes partidários discutiam a pauta do dia. A Ordem do Dia foi aberta depois das 18h votando a Projeto de Lei de Conversão nº 7, de 2015, que trancava a pauta. A matéria dispõe sobre o reajuste dos valores da tabela mensal do Imposto de Renda. Dirigentes sindicais trabalham incessantemente pela inversão da pauta, o que deu certo.

Logo após a aprovação do reajuste dos valores da tabela do IR, o PLC 28 foi apreciado e aprovado coroando um dia histórico construído por toda a categoria do País que está em greve.

O apoio dos três senadores do DF, Reguffe, Hélio José e Cristovam foi muito importante para a votação do projeto. O Senador Cristovam disse, em sua fala, que é necessário montar uma comissão de parlamentares para dialogar com a Presidente Dilma para que não vete o PLC 28.

O senador Marcelo Crivella (PRB/RJ) além de reconhecer que a reivindicação da categoria é justa, destacou em uma de suas falas no Plenário do Senado a vigília cívica feita pelos servidores nas imediações no Congresso Nacional. Afirmou que era uma multidão de homens e mulheres representando suas famílias, todos trabalhadores brasileiros em busca de Justiça.

O senador Reguffe também reconheceu a importância do trabalho dos servidores em sua fala no Plenário “Quero primeiro parabenizar a luta dos servidores. Só chegamos a esse resultado devido ao esforço e a luta desses servidores que lutaram incansavelmente nas últimas semanas para convencer cada servidor da importância desse projeto”.

O senador Hélio José, que também assinou o requerimento pela inversão da pauta, fez várias falas ressaltando que o Senado precisava dar um basta a defasagem salarial enfrentada pela categoria e que os quatro senadores do PSD estavam comprometidos com a luta dos servidores: “Destaco a vitória do Sindjus e da Fenajufe que trabalharam muito para esse resultado”.

O projeto agora vai à sanção da Pres Dilma e a possibilidade de veto é muito grande. Por isso, todos devem participar da assembleia de hoje, às 15h, no STF para decidir os rumos da luta da categoria.

http://www.sindjusdf.org.br/Leitor.aspx?codigo=6477&origem=Default

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.