Ao vetar o PLC 28, Dilma humilha STF e revolta servidores do Judiciário

A presidente Dilma passa por histórica rejeição do seu governo, mas mesmo assim ontem (21/07/2015) foi capaz de vetar integralmente o PLC 28/2015, projeto que repõe parcialmente as perdas salariais dos servidores do Judiciário Federal cujo último plano de cargos e salários foi sancionado em 2006.

Nunca é demais dizer que o PLC 28 é de autoria do Supremo Tribunal Federal e que foi aprovado no Congresso Nacional, recebendo, portanto, a chancela dos dois Poderes da República: Judiciário e Legislativo. Ao vetar, o Executivo tratora e passa por cima desses dois Poderes.


STF rifou seus servidores e deixou-se humilhar pelo Executivo

Entregue à própria sorte, como náufragos lançados em alto mar, os servidores ficaram órfãos de um pai que abandou no momento decisivo seu próprio projeto. O presidente do STF se calou nos últimos dias. O retrato dessa humilhação e descaso institucional foi a comunicação do veto ao STF feita por um membro do segundo escalão do Ministério do Planejamento. Nem nessa hora mais terrível para os servidores, ocorreu o devido respeito na recíproca comunicação entre Chefes de Poder.

Na verdade, o STF não foi humilhado, deixou-se covardemente se humilhar. Padecendo da síndrome de masoquismo, o STF manda o recado de que gosta de apanhar do Executivo. Pois quando o assunto é servidor, o STF se comporta como uma autarquia, um puxadinho, um anexo do Palácio do Planalto, mas seu presidente, Ministro Ricardo Lewandowski, vira um leão para defender os interesses da magistratura. Falta isonomia de tratamento, afinal, o dia-a-dia do Judiciário se faz com o trabalho árduo e dedicado dos seus servidores. Faltam óculos ao STF para enxergar esse óbvio. Definitivamente, Ricardo Lewandowski precisa se resolver se é ministro do Supremo ou ministro da Fazenda do governo Dilma.
http://www.sinjufego.org.br/index.php/publicacoes/noticias/6415-ao-vetar-o-plc-28-dilma-humilha-stf-e-revolta-servidores-do-judiciario

Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião do Portal do Servidor Federal.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Acompanhe também o Portal do Servidor Federal pelo Facebook e pelo Twitter.

Clique aqui e faça cursos de capacitação 100% online com certificado, a partir de R$ 20,00.

Baixe gratuitamente nosso aplicativo, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.

Outras notícias em destaque: