Banco Central restringe gastos com viagens de servidores neste ano


Compartilhe esta publicação:

O Banco Central (BC) vetou até 31 de dezembro deste ano despesas com diárias e passagens para treinamento e aperfeiçoamento de pessoal e participação em reuniões. De acordo com portaria publicada hoje (6) no Diário Oficial da União, a medida está relacionada à necessidade de adequação da autarquia a restrições orçamentárias estabelecidas para 2015.

Não estão incluídos na proibição os deslocamentos do presidente do BC, Alexandre Tombini, de seu chefe de gabinete, de assessores que o acompanhem e dos diretores, secretário executivo e procurador-geral do banco.

A portaria prevê que as viagens de servidores para missões consideradas imprescindíveis – como de fiscalização de obras do BC, apoio a regimes especiais e participação em audiências judiciais – precisam de autorização mediante justificativa. A norma cancela as autorizações para viagens no país, exceto aquelas com passagens adquiridas até a última segunda-feira (4).

De acordo com o texto, os deslocamentos para eventos de importância estratégica para a autarquia podem ser autorizados pelo presidente do BC. Fica proibida a participação de mais de um servidor em eventos no exterior, exceto com autorização do presidente.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-05/bc-veta-gastos-com-viagens-de-servidores-neste-ano

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.