Acordo para votar aumento do Judiciário


Compartilhe esta publicação:

Lideranças sindicais dos servidores do Poder Judiciário Federal se reuniram ontem com senadores e com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, para avançar no acordo sobre o projeto de lei que reajusta os salários em 56%, na média. O presidente do Sisejufe-RJ, Valter Nogueira, defende que o cenário é positivo e que não há interesse em derrotar o governo e, sim, em aprovar um texto que de fato seja sancionado pela presidenta Dilma Rousseff. “Não adianta votar o texto sem acordo e depois a presidência vetar”, defendeu Valter. A sessão da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que votaria ontem o projeto, foi cancelada por falta de quórum. Nova sessão está marcada para o próximo dia 20.


Esgotado

Segundo Valter, há uma sinalização de que o projeto seja aprovado com mudanças, sendo uma delas a alteração do primeiro ano de pagamento do parcelamento de 2015 para 2016: “A ideia é não alterar o índice de aumento total. Sabemos que o Orçamento deste ano está esgotado”.


Base governista

“Estamos com apoio de todos os senadores, até da base governista, para aprovação do projeto. Estamos abertos ao diálogo e por isso continuamos negociando. Seria controverso aprovar medidas de ajustes fiscais e ao mesmo passo aprovar um projeto que tem impacto de R$ 10 bilhões sem ressalvas”, explicou Valter.


Exemplos salariais

Atualmente, os técnicos em início de carreira do Poder Judiciário ganham R$ 5.365 e no fim, R$ 8.056. Com a aprovação do texto vai a R$ 8.291 e R$ 12.603, respectivamente. Para os analistas, o inicial é de R$ 8.803 e final, R$ 13.219. O valor previsto para 2017 é de R$ 13.915 e R$ 20.678, respectivamente.

Veja aqui o texto completo.

http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/2015/05/13/camara-do-rio-abre-63-vagas/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.