Judiciário: luta pela aprovação do PL 7920/14 agora é no Senado Federal


Compartilhe esta publicação:

Expirou ontem (terça-feira, 14) o prazo para apresentação de recursos na Câmara contra o PL 7920/14 (revisão salarial dos servidores do Judiciário Federal). Graças à forte mobilização da categoria junto a todos os deputados (leia aqui matéria por meio do qual o Sitraemg pediu aos servidores mineiros que enviassem mensagem aos parlamentares) e a pressão sobre o governo, não foi apresentado nenhum recurso. Se houvesse, o projeto teria que passar por votação no plenário da Câmara.

“Não deixa de ser uma pequena vitória da categoria”, avalia Antônio dos Anjos Melquíades (Melqui), servidor do Judiciário Federal em São Paulo e diretor do Sintrajud, que tem ampla experiência nas articulações no Congresso e facilidade de diálogo com deputados e senadores. Esperava-se que o governo, sempre resistente a dialogar ou conceder qualquer reajuste, forçasse os deputados dos partidos de sua base a apresentarem recurso. Isso, felizmente, não aconteceu.

“Parabéns a todos que batalharam lá na Câmara, ou nos estados, convencendo os deputados a não assinarem eventual requerimento. Essa é a nossa luta, é a nossa vida, matando um leão por dia, avançando sempre”, expressa-se Melqui, lembrando que, agora, o projeto volta para a Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara, na qual foi aprovado em março, e, de lá, seguirá para o Senado.

A direção do Sitraemg salienta que a luta está longe de terminar. Ao contrário, deve ser intensificada. A ordem é continuar “matando um leão por dia”. Os servidores devem se unir ainda mais, participar ativamente das atividades de mobilização, tanto da categoria quanto da luta unificada do funcionalismo federal.

O Sindicato já está tentando agendar reuniões com os três senadores de Minas Gerais – Aécio Neves e Antônio Anastasia, ambos do PSDB, e Zezé Perrela, do DEM – e tentará manter contato com todos os demais integrantes do Senado Federal, buscando o apoio e o voto pela aprovação do PL 7920/14. Paralelamente, estará junto com os servidores nas atividades de mobilização com vistas a pressionar o governo, para que não impeça a aprovação do projeto no Senado e que, se aprovado, Dilma não o vete. A pressão também deve ser forte sobre o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, para que ele assuma sua postura de chefe do Judiciário e empenhe de fato para que finalmente se efetive essa tão esperada revisão salarial.

http://www.sitraemg.org.br/matando-um-leao-por-dia-luta-pela-aprovacao-do-pl-792014-agora-e-no-senado-federal/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.