Enap levará capacitação de servidores ao interior do país para reduzir custos


Compartilhe esta publicação:

Com a ideia de levar capacitação a um número maior de servidores do executivo federal em todo o país e reduzir os custos de treinamento para os órgãos públicos, a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) investe em parcerias e, para isso, as aulas que eram ofertadas, em sua maioria, em Brasília poderão ser ministradas em outros estados, conforme o Programa Enap em Rede - capacitando servidores, lançado nesta quinta-feira (9).

Para que a descentralização seja possível, ontem a Enap assinou um acordo de cooperação com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), que congrega todas as Instituições Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica do Brasil. Essa foi a primeira ação do programa.

“Em março começamos um trabalho de diálogo e de estabelecimento de uma parceria com uma das redes federais mais capilarizadas que temos no país, que é a rede dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia”, disse o presidente da Enap, Gleisson Rubin. Mais de 30 institutos já assinaram o acordo.

A Enap recebe demanda dos órgãos e entidades da administração pública federal de todo o país. Segundo Rubin, cerca de 88% dos servidores vivem fora da capital. Como a maioria dos cursos é ministrada em Brasília, o custo para alguns órgãos com passagens e diárias era grande.

“Nós pensamos, então, em uma estratégia de constituir uma rede de instituições parceiras, a maior parte de instituições que já atuam na área de ensino para que os cursos da Enap possam ser oferecidos nos estados. Não apenas nas capitais, mas se houver necessidade, até mesmo nas regiões mais interioranas”. Além dos institutos federais, escolas de governo e Universidades federais também podem participar do programa.

Com a parceria, os institutos federais vão disponibilizar o espaço físico, auxiliar no diálogo entre a Enap e os órgãos demandantes e organizar das turmas. “E a Enap faz o monitoramento das aulas, da avaliação, da inscrição dos alunos e da certificação é feita conjuntamente entre a Enap e o instituto que estão operacionalizando o curso”. Entre os meses de maio e julho, a Enap vai capacitar os professores que ministrarão as aulas em suas regiões. A ideia é que, a partir de agosto, os cursos comecem a ser demandados.

A expectativa é que, entre 2015 e 2016, o programa ofereça 200 turmas e forme cerca de 6 mil servidores. A prioridade das vagas será para os servidores federais, já que a Enap é voltada para a capacitação deste público, mas os estaduais e municipais também poderão participar.

“As turmas que serão montadas deverão ter no mínimo 2/3 de seus alunos formados por servidores federais. E caso não seja possível completar a turma (...) com servidores federais, também poderão ser abertas vagas para servidores da administração estadual e até mesmo dos municípios, desde que não supere um terço das vagas”.

Segundo Rubin, a descentralização oferece diferentes vantagens. Ao fazer o curso em sua região, além de custos menores para os órgãos, os servidores poderão conciliar capacitação e trabalho e participar de um número maior de cursos. Além disso, as demandas da região poderão ser atendidas com mais frequência.

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2015/04/10/enap-levara-capacitacao-de-servidores-ao-interior-do-pais-para-reduzir-custos/

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.