AGU comprova que inativos não têm direito à gratificação regulamentada


Compartilhe esta publicação:

A Advocacia-Geral da União (AGU) demonstrou, na Justiça, que, a partir da regulamentação do Decreto nº 7.133/2010, servidor inativo não tem direito ao recebimento da Gratificação de Desempenho do Plano de Cargos do Poder Executivo (GDPGPE) no mesmo patamar dos servidores da ativa.

A AGU conseguiu reverter sentença que havia condenado a União ao pagamento ininterrupto de 80% do valor máximo da gratificação aos autores, sob argumento da paridade constitucional dos vencimentos de servidores inativos com os da ativa.

No recurso, a Procuradoria-Regional da União na 3ª Região (PRU3) destacou que os critérios de avaliação de desempenho dos servidores da ativa foram regulamentados pelo Decreto nº 7.133/2010, o que torna impossível o pagamento da gratificação em regime de paridade aos inativos. Segundo os advogados públicos, o primeiro ciclo de avaliação até já foi encerrado.

Acolhendo os argumentos da AGU, a 2ª Turma Recursal de São Paulo entendeu que, com a regulamentação, o critério de avaliação foi definido, razão pela qual não se justifica mais o pagamento da GDPGPE aos autores no mesmo patamar pago aos servidores da ativa.

A Corte reverteu a sentença e afastou o reconhecimento do direito dos servidores inativos receberem a gratificação a partir da publicação do Decreto nº 7.133/2010.

A PRU3 é unidade da Procuradoria-Geral da União, órgão da AGU.

Ref.: Processo nº 0025140-09.2012.4.03.6301 - Turma Recursal de São Paulo.

http://www.agu.gov.br/page/content/detail/id_conteudo/318219

Esta publicação tem caráter meramente informativo. Todos os artigos e notícias são de responsabilidade de seus autores e fontes, conforme citados acima no link, não refletindo necessariamente a opinião deste site.

Tire suas dúvidas jurídicas com um advogado online.

Discuta este e outros assuntos de seu interesse no Fórum do Servidor Federal. Clique aqui para participar!

Clique aqui, baixe gratuitamente o aplicativo do Portal do Servidor Federal, e receba um resumo de todas as notícias no seu smartphone.